Ativa recebe prêmio da Hypera Pharma.

Ativa recebe prêmio da Hypera Pharma.

Com 17 unidades espalhadas pelo país, a Ativa Logística, um dos maiores operadores logísticos de saúde, beleza e bem-estar no Brasil, acaba de conquistar o 1º lugar do Programa Fox, premiação promovida pela Hypera Pharma, maior farmacêutica do país em termos de receita líquida, dona de marcas tradicionais em seus segmentos de atuação como Doril, Benegrip, Gelol, Engov, Neo Química, Mantecorp, dentre outras. O prêmio acontece anualmente para avaliar operadores logísticos e identificar os melhores desempenhos dentro das operações da Hypera Pharma.

O objetivo do programa é acompanhar e certificar o cumprimento da segurança, rapidez e qualidade de todas as entregas, desde o embarque até a chegada ao cliente. Para premiar os fornecedores, a Hypera Pharma analisa rigorosamente, aspectos como desempenho das entregas, coletas nos prazos, perdas no transporte, avarias, pontualidade na informação, garantia de qualidade etc. Tudo para, além de avaliar, medir e qualificar os serviços de entrega, assegurar que os parceiros em transporte da Hypera Pharma sejam os melhores do mercado. Segundo o presidente da Ativa Logística, Clóvis A. Gil, o prêmio motiva ainda mais a empresa pela sua busca constante pela excelência em seus serviços, que atende integralmente a todas as normas e resoluções da Anvisa para a armazenagem e o transporte de remédios e cosméticos, inclusive as constantes na portaria nº 344/98.

Esse prêmio significa o resultado de seus investimentos nos últimos anos, além da capacidade de entrega e atendimento em todo o país. Hoje, a Ativa faz 150 mil entregas mensais, totalizando 200 mil toneladas. “Fazemos 15 entregas por minuto e seis volumes a cada segundo com uma equipe de 2.130 funcionários espalhados pelo país”, orgulha-se Gil.

Em 2017, São Paulo foi a região que mais registrou entregas pela Ativa, com 341.572 toneladas. Na sequência vêm os mercados do Rio de Janeiro (270.168), Campinas (168.735), Belo Horizonte (108.498) e Ribeirão Preto (98.010), polos em que concentram as indústrias farmacêuticas e de cosméticos do país. “Os dois setores necessitam capacitação e experiência do integrador logístico, especialmente em razão da capilaridade dos pontos de venda. Com a terceirização logística, as indústrias podem concentrar seus esforços em seu core business (inovação, produção e vendas), ganhando em competitividade e reduzindo seus custos”, afirma Gil.

Para manter o ritmo de crescimento, a Ativa investiu na ampliação e na capacidade de armazenagem, que hoje já totaliza 250 mil metros quadrados de área operacional. No condomínio logístico em Itapevi, na Grande São Paulo, ela já ocupa dez galpões, cada um deles com 1,3 mil posições porta-paletes. Até 2015 o número de módulos ocupados era de apenas três.